Você Gestor, “toma a tabuada” de Sua Equipe de Vendas?

Todos os clientes da Vendas3i são muito importantes, entretanto um deles é a nossa menina dos olhos e, num de nossos programas de consultoria, trabalhando para essa empresa que atua em todo o Brasil, com operações na Ásia e Estados Unidos, seu Diretor Comercial, carioca, que adora acelerar Sua motocicleta, numa reunião, disse: – Marrrcelo, (com um erre rasgado) precisamos tomar a tabuada dos caras!! Temos que cuidar da governança das nossas Equipes.

E foi exatamente o que fizemos! Durante aquele programa de capacitação, viajando por todo o Brasil, falávamos com as filias, sempre em escritórios muito bem montados e endereços refinados das capitais, onde as reuniões aconteciam sempre apoiadas em indicadores, e a partir  daí, utilizávamos elementos práticos para as tomadas de decisão, tais como Régua de Relacionamento, fases do Funil de Vendas, entendendo como era feito o delivery, passando até sobre temas de Recursos Humanos, uma vez que não se faz nada, muito menos negócios, se não houver gente que goste de gente, e claro, que conheça seu mercado, seus produtos, serviços e a concorrência.

Num desses call’s, uma gerente retrata o seguinte cenário: – Olha, conversei com um cliente e ele me disse que as coisas estão indo muito mal, e que num curto espaço de tempo, as coisas vão piorar ainda mais! Não me contive e dei uma gargalhada, meio alta, tenho que confessar, e disse à ela: – Olhe, fulana, apenas como uma sugestão, o Brasil que se vê na televisão, especialmente TV aberta, não corresponde ao Brasil que nós construímos todos os dias, com muito planejamento, trabalho, dedicação, entrega e muito mais. . ..

Foi então que este Diretor Comercial tomou à frente e disse: – Vou contar a história do “Ademar das balanças!” Então, isso ocorreu num desses planos econômicos à cerca de três décadas, quando restringiram o crédito e o dinheiro, por um bom tempo, “parou de circular” .. .. Pois bem, num fechamento de mês, vários clientes ligaram, pois nessa época e-mail’s nem existiam, para cancelar as compras programadas. Segundo este Diretor, na época vendedor, naquela sexta feira ele atendeu cerca de 8 clientes pedindo para declinar das compras programadas. Até que às 18:00 horas em ponto, liga o Seu Ademar e diz: – Olha Rapaz, Você pode dobrar o meu número de itens no meu pedido? Achei que fosse brincadeira, e de muito mal gosto, por isso desliguei o telefone “meio que na cara do sujeito”.

No caminho de casa, resolvi dar uma passadinha neste cliente e quando cheguei lá, perguntei: – O Senhor quer mesmo duplicar o pedido? É sério?? Ele respondeu: – Claro que Eu quero!  Argumentei: Mas seu Ademar, o plano Bresser, ou Real, ou seu lá o plano, esse é um momento econômico delicado?!?! Então o Seu Ademar diz: – O que? Que plano é esse? Não estou sabendo de nada disso! A única coisa que posso dizer é que meus clientes sempre me pagam pequenas parcelas todas as semanas e as vendas estão indo muito bem, obrigado!

De fato o Senhor Ademar não sabia ler e nem escrever direito, mas tinha a inteligência necessária para não perder seu tempo com elucubrações e desmandos desses políticos picaretas que estão em todos os lugares. Por vezes, quando conversamos com pessoas mais simples, que nem falam o português adequadamente, subestimamo-as.  Que grande lição aprendemos com o “Seu Ademar” que em seu dia a dia, trabalhava muito, bastante suor, disposição e alegria de vender, pois não perdia tempo se queixando ou reclamando disso ou daquilo!

E Você, fica discutindo o cenário econômico ou está tratando de criar novas estratégias e visitar, junto com seus vendedores,  dando exemplos de como fazer??

Bons negócios e um forte abraço,

Leal

Comércio Eletrônico & Varejo Convencional…

A Revista Exame, publicou uma pesquisa nesta semana, sobre a velocidade gigantesca do comércio eletrônico. Assim como o Credit Suisse, as analistas do Goldman apontam o comércio eletrônico e a mudança nos modelos de consumo como os grandes catalisadores da mudança.

Hoje, apenas 9% do varejo global é eletrônico: algo como US$ 2 trilhões em um mercado total de US$ 23 trilhões. Em setores como comida, a parcela do comércio eletrônico fica entre 7% e 8%, enquanto em outros mercados tais como livros e brinquedos, chega a impressionantes 50%.

Há um enorme abismo entre os ritmos de crescimento: 1% a 2% por ano em lojas físicas contra 14% a 15% no online, com impressionantes 30% de crescimento anual no comércio via telefone celular (mobile).

Nada surpreendente se, por exemplo, considerarmos que 91% dos americanos têm o seu smartphone ao alcance das mãos 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Mas com esse cenário, o que fazer??
Trabalhar o encantamento dos clientes!

Abordagens inteligentes concedendo alegria e satisfação em atender, qualificações e levantamentos de necessidades feitos de forma agradável, contudo objetiva, muitas opções em estoque à pronta entrega, para agradar todos os tipos de clientes, notas fiscais emitidas rapidamente e de forma descomplicada, e principalmente um pós vendas feito de maneira profissional, com um contato (ligação ou e-mail) para avaliar a experiência de compra obtida.

Fácil de fazer?
Não! Mas, simples de fazer!

Com capacitação frequente do Seu Time e processos bem claros e definidos! Assim podemos encantar e sermos o parceiro estratégico que todo o Cliente precisa!! Boas vendas e visite: www.vendas3i.com.br